HOME  
QUEM SOMOS  
RPPN FELICIANO MIGUEL ABDALA

ESTAÇÃO BIOLÓGICA DE CARATINGA

LOCALIZAÇÃO
ECOTURISMO
PLANOS FUTUROS
LINKS
GALERIA DE AMIGOS
DÁ UM ABRAÇO
IMPRENSA
EcoBAZAAR
CONTATO
GALERIA DE FOTOS
     
     
  A Mata Atlântica brasileira é um dos sistemas florestais mais ricos e diversos do mundo; é também um dos mais ameaçados, situando-se entre os 5 principais hotspots de biodiversidade da Terra. Esse bioma, que originalmente cobria 1.2 milhões de km2, hoje está reduzido a cerca de 7% de sua área inicial. Como consequência, muitos de seus animais e plantas encontram-se também sob forte pressão, vários altamente ameaçados de extinção.

Os primatas têm sido um dos mais importantes símbolos da conservação da Mata Atlântica, seu status na natureza é indicativo da situação na região como um todo. Cerca de 24 espécies e subespécies são encontradas na Mata Atlântica, 15 das quais estão ameaçadas ou criticamente ameaçadas de extinção.

Uma dessas, o muriqui-do-norte (Brachyteles hipoxanthus), o maior mamífero endémico ao
 
Brasil e uma espécie muito carismática, encontra-se na lista dos prirnatas mais ameaçados do planeta. O muriqui-do-norte tornou-se uma espécie-bandeira de grande importância para o Brasil. Somente cerca de 500 indivíduos sobrevivem na natureza e um terço dessa população existe em um único local: as matas da RPPN Feliciano Abdala, sede da Estação Biológica de Caratinga (EBC), no estado de Minas Gerais.